ASSOCIAÇÃO REDE DEMOCRÁTICA PMDF-CBMDF

A FÉ NA MISSÃO ELEVADA DA POLÍCIA MILITAR.
O ESPÍRITO DE CORPO E O ORGULHO PELA CORPORAÇÃO.

NOSSA MISSÃO: A REPRESENTAÇÃO POLÍTICA DE POLICIAIS E BOMBEIROS MILITARES.


sexta-feira, 19 de abril de 2013

DEPUTADO WELLINGTON LUIZ À FRENTE DAS DEMANDAS DE POLICIAIS MILITARES DO DF.



LEIA NO NOVO SITE DA RDhttp://rededemocraticapmbm.com.br/


segunda-feira, 15 de abril de 2013

INFORMAÇÕES SOBRE AÇÃO DO SERVIÇO EXTRAORDINÁRIO.


INICIO DO PROCESSO
Depois de várias encontros como o Deputado Wellington e sua assessoria jurídica e parlamentar terá início nesta a semana o protocolo das petições pertinentes ao processo de questionamento jurídico do serviço extraordinário. A demanda se dará na Justiça Federal. Por uma questão estratégica, adotada pelos advogados, serão impetradas as petições de 10 em 10. 
QUEM PODE INGRESSAR 
Policiais Militares ou Bombeiros Militares que foram escalados em serviços não remunerados(extraordinários ou especiais) nos últimos CINCO (5) ANOS . Basta preencher a procuração (digitada) ,  e anexar cópia da escala de serviço. Deve-se assinar o documento conforme o documento de identidade original ou funcional.
Modelo:https://docs.google.com/document/d/1TZ5Jze-YX1jSk3-kbpWnXuE_TtimdO-o5bHfAc44Cow/edit?usp=sharing

QUEM SÃO OS ADVOGADOS
Os advogados foram indicados pelo Deputado Wellington, numa parceria com a RDPMBM, e e prestam serviço para o SINPOL-DF. Qualquer dúvida quanto ao processo  podem falar com  DRº Antônio Carlos S. Rezende, telefone (61) 8115-6011 ou ir diretamente ao gabinete do nobre deputado.

COMO SE DARÁ O PROCESSO
O processo terá como parâmetros a súmula 280 do STF , o artº 7º da CF , o mandato de segurança nº 24207/SC, entre outros embasamentos jurisprudenciais e do ordenamento jurídico vigente.
Por estratégia serão impetradas ações de 10 em 10 procurações. Não haverá pedido de HIPOSSUFICIÊNCIA, isso é para dar mais agilidade ao processo e também porque em sua maioria estão sendo negados tais pedidos a Policiais Militares do DF. Por esse motivo cada impetrante deverá contribuir com a quantia mínima de R$ 50,00 (cinquenta reais) para as custas processuais a serem depositados ou transferidos para conta do Advogado:


AG 3380-4 CC 15.173-4 BANCO DO BRASIL. 
Antônio Carlos S. Rezende

LISTAGEM DOS POLICIAIS QUE ESTÃO COM DOCUMENTAÇÃO INCOMPLETA:

Muitos policiais preencheram de forma incorreta as procurações (no mês de dezembro) e outras tantas sem a documentação solicitada. Leia atentamente as orientações abaixo:

1. Os policiais listados precisam entregar cópia de escala , qualquer serviço extra ou especial , dos últimos cinco (5) anos.
2. Enviar cópia para o email rededemocraticapmdf@gmail.com ou entregar no gabinete do Deputado Wellington, Câmara Legislativa do DF, no horário da tarde, aos cuidados do SGT LINDOMAR (9635-6525), assessor parlamentar lotado no gabinete do deputado Wellington ou ainda pessoalmente ao advogado.

Confira a listagem no link abaixo:



OS 10 PRIMEIROS A SEREM PROTOCOLADOS ESTA SEMANA SÃO :

Os que estão com a documentação apta são aqueles que não estão na listagem acima. A fim de se evitar perseguições não divulgaremos neste espaço a relação  destes nomes, será informado pessoalmente através do advogado ou pelos números 81575076 (TIM) ou 9655 6072 (VIVO), Roner Gama.

Esses primeiros deverão depositar o dinheiro das custas impreterivelmente até quinta-feira, 17 de abril.

AGRADECIMENTOS:

Agradecemos publicamente ao Deputado Wellington pelo empenho no estudo da demanda e por ter disponibilizados os advogados. À srª Ana, assessora parlamentar, sempre prestativa e zelosa no trato com os policiais militares, ao colega SGT LINDOMAR, muito solicito e não mediu esforços em agilizar toda ajuda possível.

Roner Gama


NOVO SITE DA REDE JÁ ESTÁ NO AR:REDE DEMOCRÁTICA PM BM.


IDEAL COLETIVO, O SITE DAS PRÉVIAS DOS BOMBEIROS DO DF.



IDEAL COLETIVO: REPRESENTAÇÃO E TRABALHO

QUEM SOMOS

"Apaixonados pelo Corpo de Bombeiros, zelosos por nossas carreiras, cumpridores de nossa missão e indignados com a situação política e social que estamos passando, decidimos parar de lamentar e lutar por uma vida mais digna, melhores condições de trabalho e por um salário justo. "


Chega de promessas, enganação, teatro na praça, unidos somos fortes! Sabemos disso, o que nos falta é atitude. O grupo Ideal Coletivo nasceu por iniciativa de homens que decidiram transformar a realidade a nossa volta por meio da participação democrática e da entrada de fato no Estado Democrático de Direito, pregamos a conscientização e a mobilização da categoria unida por um só ideal e pelo bem do coletivo.

OBJETIVOS


Resgatar a autoestima da Família Bombeiro Militar, trabalhar para que nossa Corporação consiga obter a unidade em torno de um nome para nos representar junto ao governo local, fazer com que todos entendam que a divisão de votos nas próximas eleições pode resultar na falta de um representante da categoria na Câmara Legislativa do Distrito Federal. Consolidar alianças com candidato a Deputado Federal, a Senador e a Governador do Distrito Federal. 


METAS


Alcançar em um curto espaço de tempo o maior número de adeptos ao Grupo Ideal Coletivo, realizar debates a fim de aguçar o senso crítico, político e social daqueles que ainda estão alheios a nossa causa, realizar pesquisa de intenção de votos a possíveis candidatos do CBMDF a uma cadeira na CLDF e apoiar ao mais votado pela categoria. Nenhum membro do Grupo poderá participar da pesquisa como candidato.


IDEAIS


União, Conscientização e Conquista com Honestidade!



ACESSE:


COMEMORANDO A SEGURANÇA DOS BANDIDOS


A taxa de homicídios cresceu no mesmo período analisado em praticamente todos os estados brasileiros, em especial naqueles onde os cidadãos mais participaram das tais campanhas voluntárias de desarmamento.

No dia 1º de abril, data emblemática, o IPEA apresentou um estudo sobre o impacto do chamado Estatuto do Desarmamento na aquisição de armas de fogo no Brasil, que em tese indica uma queda de mais de 35% nos gastos das famílias brasileiras com esses produtos. O lançamento foi acompanhado por autoridades e organizações, todas favoráveis ao desarmamento da sociedade civil.

A imprensa, em quase sua totalidade, repercutiu a apresentação do estudo como uma espécie de troféu, como se fosse a coroação de uma política bem sucedida em prol do cidadão. Mas a verdade é bem diferente do que o IPEA – órgão vinculado diretamente ao governo federal, sabidamente o maior entusiasta deste tipo de ação – tentou provar.
Primeiramente, impossível não questionar por qual motivo o instituto simplesmente ignorou o principal, ou seja, a indagação de se a redução trouxe algum real benefício para sociedade. Se houve diminuição, por exemplo, no uso ilegal de armas de fogo no Brasil. E no número de homicídios? A resposta a essas questões seria, por óbvio, negativa.  
O fato é que a taxa de homicídios cresceu no mesmo período analisado em praticamente todos os estados brasileiros, em especial naqueles onde os cidadãos mais participaram das tais campanhas voluntárias de desarmamento. Outros crimes, então, como os roubos em residências e pequenas propriedades rurais, simplesmente explodiram.
Outro ponto importante é saber o motivo pelo qual foram utilizados os dados do IBGE e não da Polícia Federal. Os do primeiro são autodeclaratórios, em que o entrevistado é que diz ou não se adquiriu uma arma no período pesquisado - e, convenhamos, quem se sente à vontade em declarar que comprou uma arma para um agente do governo?  Ao contrário, os dados oficiais da Polícia Federal são independentes da declaração, uma vez que somente com autorização e registro nesse órgão há a compra legal de uma arma de fogo.
Há muitas outras dúvidas sem resposta, mas uma certeza aflora cristalina: se há algo para comemorar, é por parte dos criminosos, que cada dia que passa têm a certeza que estão mais seguros.


Bene Barbosa
, especialista em segurança pública e presidente do Movimento Viva Brasil.

fonte: Midia Sem Máscara.


domingo, 14 de abril de 2013

IDEAL COLETIVO, O SITE DAS PRÉVIAS DOS BOMBEIROS

É com entusiasmo que anunciamos que já está no ar o site IDEAL COLETIVO, site voltado para as discussões em torno das prévias no Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal. Desejo aos colegas bombeiros muito sucesso nessa empreitada e que consigam ser um exemplo para as demais forças de segurança.


IDEAL COLETIVO: REPRESENTAÇÃO E TRABALHO

QUEM SOMOS


Apaixonados pelo Corpo de Bombeiros, zelosos por nossas carreiras, cumpridores de nossa missão e indignados com a situação política e social que estamos passando, decidimos parar de lamentar e lutar por uma vida mais digna, melhores condições de trabalho e por um salário justo. 
Chega de promessas, enganação, teatro na praça, unidos somos fortes! Sabemos disso, o que nos falta é atitude. O grupo Ideal Coletivo nasceu por iniciativa de homens que decidiram transformar a realidade a nossa volta por meio da participação democrática e da entrada de fato no Estado Democrático de Direito, pregamos a conscientização e a mobilização da categoria unida por um só ideal e pelo bem do coletivo.

OBJETIVOS


Resgatar a autoestima da Família Bombeiro Militar, trabalhar para que nossa Corporação consiga obter a unidade em torno de um nome para nos representar junto ao governo local, fazer com que todos entendam que a divisão de votos nas próximas eleições pode resultar na falta de um representante da categoria na Câmara Legislativa do Distrito Federal. Consolidar alianças com candidato a Deputado Federal, a Senador e a Governador do Distrito Federal. 


METAS


Alcançar em um curto espaço de tempo o maior número de adeptos ao Grupo Ideal Coletivo, realizar debates a fim de aguçar o senso crítico, político e social daqueles que ainda estão alheios a nossa causa, realizar pesquisa de intenção de votos a possíveis candidatos do CBMDF a uma cadeira na CLDF e apoiar ao mais votado pela categoria. Nenhum membro do Grupo poderá participar da pesquisa como candidato.


IDEAIS


União, Conscientização e Conquista com Honestidade!


ACESSE:


quinta-feira, 11 de abril de 2013

CBMDF, AGREGAÇÃO PARA PROMOÇÃO GERANDO FALSAS VAGAS.


Agregação para promoção, gerando falsas vagas.

A promoção de militares do CBMDF por agregação é permitida pela lei número 12.086 de 2009. Segundo a norma, um bombeiro militar pode ascender no posto ou graduação do colega que deixou, temporariamente, a Corporação para assumir um cargo de confiança no Executivo. No entanto, as agregações publicadas nos diários oficiais  dos dias 27-03-013, 28-03-013, 2-04-013 e 4-04-013 , estão deturpando a regra para promover, oito coronéis em duas vagas existente e quarenta e cinco majores em cinco vagas existentes, tudo isso, feito ao apagar das luzes para beneficiar o irmão de um  CORONEL do CBMDF , que concorre uma vaga por merecimento a coronel , além de alguns  aliados.
Os oficiais foram agregados em órgão como a Secretaria de Segurança Pública, Administrações Regionais e outros órgãos do GDF a fim de gerar falsas vagas para futuras promoções imorais.
As falsas vagas foram criadas artificialmente em manifesto desvio de finalidade, com prejuízo a boa administração e em pouco tempo, poderá inviabilizar a estrutura funcional da instituição.
A multiplicação das vagas existentes para vagas falsas, decorrente do instituto das agregações, é no mínimo imoral. Como indício, as agregações foram publicadas em diários oficiais vinte dias antes da data de promoção (21 de abril), apenas para atender o prazo final para apuração das vagas.
Outro sinal de irregularidade é que não há vagas suficientes para as promoções desejadas no dia 21 de abril de 2013. Existe limitação de vagas para cada posto, que só é quebrada quando há agregação.
Desejar realizar promoções de oficiais do CBMDF, muito acima do número de vagas existente com base no instituto da agregação é a consagração da imoralidade na administração pública militar.


ATENÇÃO: Atualmente, o Corpo de Bombeiro Militar do DF tem proporcionalmente, o dobro de coronéis da PMDF. Isso é uma vergonha!!



fonte: Observatório CBM


OPÍNIÃO DO LEITOR 

Agnelo nos deu 15,6% de aumento salarial, que não atende as nossas reivindicações, com isso, ficamos desmotivados e a única coisa a ser feita é apelar para o instituto das agregações. Cel Lopes está certo e tentando dar algo mais para melhorar os salários dos bombeiros. Não temos medo da Casa Militar e nem do TCDF. Roner Gama, vc poderia estimular as agregações também na PMDF.

fonte: comentários da RD.


OPINIÃO DO LEITOR II

O sol nasce para todos. A sombra para alguns. Entrou no time errado, quer reclamar do quê?

fonte: comentários da RD.

OPINIÃO DO LEITOR III

Toda essa movimentação política e agregações para promover oficiais de determinado quadro, enquanto outros, que dependem apenas de uma redução de 50% do interstício não serão promovidos por pura vaidade. O que é legal e o que é ilegal? O que é moral e o que é imoral? Esses conceitos são aplicados igualitariamente pra todos os militares ou pimenta no olho dos outros é refresco????

fonte: comentários da RD.


JURISPRUDÊNCIA. ABORDAGEM POLICIAL E DISPARO DE ARMA DE FOGO.


CONSTITUCIONAL E ADMINISTRATIVO. APELAÇÃO CÍVEL. INDENIZAÇÃO. RESPONSABILIDADE OBJETIVA DO ESTADO AFASTADA. DISPARO DE ARMA DE FOGO POR POLICIAL MILITAR. ESTRITO CUMPRIMENTO DO DEVER LEGAL. 


1. É CONSABIDO QUE O ESTADO RESPONDE OBJETIVAMENTE PELOS DANOS CAUSADOS A TERCEIROS, CONFORME DISPÕE O ARTIGO 37, § 6º, DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL. PARA CONFIGURAR A RESPONSABILIDADE BASTA A DEMONSTRAÇÃO DO NEXO CAUSAL ENTRE O EVENTO E O DANO, SENDO DESPICIENDA A COMPROVAÇÃO DE CULPA OU DOLO POR PARTE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. 
2. AFASTA-SE A RESPONSABILIDADE DO ESTADO NA HIPÓTESE DE CULPA EXCLUSIVA DA VÍTIMA PELO EVENTO, AO DISPARAR ARMA DE FOGO EM VIA PÚBLICA E EMPREENDER FUGA NA OPORTUNIDADE DA ABORDAGEM PELOS POLICIAIS MILITARES. 
3. RECURSO DESPROVIDO
Publicado no DJE : 14/01/2013 . Pág.: 106



CIVIL E PROCESSUAL CIVIL. DANOS MORAIS E MATERIAIS. RESPONSABILIDADE CIVIL OBJETIVA DO ESTADO. ABORDAGEM POLICIAL. MORTE DA VÍTIMA DECORRENTE DE TIRO EFETUADO PELO POLICIAL MILITAR EM SERVIÇO. INDEPENDÊNCIA DA RESPONSABILIDADE CIVIL E CRIMINAL. 


1 - A RESPONSABILIDADE OBJETIVA DO ESTADO, COM GUARIDA NO ARTIGO 37, §6º, DA ATUAL CONSTITUIÇÃO FEDERAL, PRESCINDE DA PROVA DO DOLO OU DA CULPA, BASTANDO PERQUIRIR O NEXO DE CAUSALIDADE ENTRE O DANO E A CONDUTA COMISSIVA DO ENTE PÚBLICO. 
2 - DEMONSTRADO O ATO ENSEJADOR DO DANO, BEM COMO O NEXO DE CAUSALIDADE, SURGE A OBRIGAÇÃO DE INDENIZAR, QUE DEVE SER FIXADA LEVANDO-SE EM CONTA A RAZOABILIDADE E A PROPORCIONALIDADE EM FACE DO DANO SOFRIDO, BEM COMO O CARÁTER COMPENSATÓRIO E INIBIDOR DA MEDIDA. 
3 - A SISTEMÁTICA DE NOSSO DIREITO ESTABELECE NO ART. 1.525 DO CCB, HOJE ART. 935 DO NOVO CÓDIGO CIVIL, QUE A RESPONSABILIDADE CIVIL INDEPENDE DA CRIMINAL, NÃO SE PODENDO, PORÉM, QUESTIONAR SOBRE A EXISTÊNCIA DO FATO, OU QUEM SEJA SEU AUTOR, QUANDO ESTAS QUESTÕES SE ACHAREM DECIDIDAS NO ÂMBITO PENAL. 
4 - NA FIXAÇÃO DA INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS, DEVE CONSIDERAR O JUIZ A PROPORCIONALIDADE E RAZOABILIDADE DA CONDENAÇÃO EM FACE DO DANO SOFRIDO PELA PARTE OFENDIDA E O SEU CARÁTER COMPENSATÓRIO E INIBIDOR, MEDIANTE O EXAME DAS CIRCUNSTÂNCIAS DO CASO CONCRETO. 
5 - APELAÇÃO E REMESSA OFICIAL NÃO PROVIDAS.


Publicado no DJE : 10/01/2013 . Pág.: 377


segunda-feira, 8 de abril de 2013

CAMPANHA DE COOPERAÇÃO COM UM COLEGA PMDF.

Prezados colegas,

Hoje falei com o colega envolvido na ocorrência fatídica do dia 04/04. Seu estado emocional, como não poderia deixar de ser diferente, está abaladíssimo e coloquei ao mesmo a solidariedade dos integrantes da corporação com sua causa.


O mesmo solicitou que fosse divulgado aos companheiros que ele já procurou um advogado e que a causa criminal ficou em 50 mil reais. Para isso foi aberta uma CONTA POUPANÇA no BRB para que aqueles que puderem contribuir auxiliando-o que o façam.

Segue abaixo os dados da conta:


AGÊNCIA: 203


CONTA POUPANÇA: 009.768-8- BRB.

NOME: ELIANO




COMENTO

Independente do juízo de valor que você fez ou esteja fazendo do companheiro , colabore. Hoje foi ele, amanhã poderá ser um de nós. 

Roner Gama


LEITOR QUER AJUDAR

Amigo sou esposa de um policial militar e quero o contato do colega pois tenho como ajudá-lo.

Peço que envie o e-mail particular dele e telefonte
para o e-mail

fidelis-lindomar@ig.com.br


"E A HISTÓRIA SE REPETE".



(...)

Não sou e nunca fui um "estudioso”, quando muito um mero espectador da historia....
Acredito que a nossa crise de confiança e consequente má qualidade dos serviços começaram na época em que durante uma greve de trabalhadores da Novacap, onde os portões foram bloqueados impedindo o livre ir e vir do cidadão de bem, reforçado por uma decisão judicial onde se obrigava o livre ir e vir.
Viu-se o governador de plantão, aqui representado pelo seu vice, na condição de legalmente determinar o emprego da Tropa de Choque da PMDF.
Ordem dada missão cumprida!  Lá chegou a dita tropa que com os meios que dispunha, “gasou” toda a área e partiu para a liberação dos portões.
Existia no local um carro de som onde uma pessoa dos grevistas insuflava a massa a reagir.
Até que alguém, usando uma arma de fogo, e querendo desestimular os manifestantes, fez um disparo para o alto.
Infeliz momento aquele em que três “balins” de uma carga de trinta atingiram o pé e o tórax de um daqueles que estava em cima do carro de som.
Pronto; um dos “balins” perfurou um dos pulmões desse "assistente” que teve imediata queda de pressão arterial, caiu lá de cima, e já no chão algum tempo depois, teve os dois pulmões inundados por sangue, vindo a morrer afogado em sangue.
O governador de plantão imediatamente culpou a ação "desastrosa" daquela tropa de choque que legalmente ele mandou para dissolver o tumulto e liberar a entrada da Novacap.
A partir dai saiu-se a procura de "uma cabeça" para assim responsabiliza-la.  Enquanto isso o "Superiorissimo" ocupava todos os horários da comunicação prometendo mostrar o culpado e que ele nada tinha a ver com o caso.

Passam-se os anos e a historia se repete.

 Imagine  que eu tenha um cão de guarda treinado para atacar e você vem com sua família me visitar. O cão de guarda não foi avisado de nada, e quando vc chega, o que ele faz????? Só pode ser aquilo para o qual foi treinado.
Aí eu (irresponsável que deixei o cão solto) vou lá e querendo aparecer para vocÊ (público eleitor) bato no cão, faço os curativos devidos, te dou uma roupa nova e vamos em frente, pois o churrasco está no fogo e não pode queimar.
No dia seguinte, um ladrão pula o muro da casa e me assalta dentro de casa e o Cão de Guarda nada fez.  O cão que na verdade não é burro se pergunta: O que fazer??? Latir?? Avançar?? Morder??? Fazer que não vi nada???E cão então faz de conta que mãe nada viu
AI SIM É QUE MORA O PERIGO.
O governo ao atender as justas palavras da repórter e da família enlutada, vai à caça de uma condenação severa ao "infeliz” do sargento que num momento de falha humana atirou quando não deveria tê-lo feito!!!!  E o que poderá acontecer daqui para frente com tantos outros policiais que permanecem nas ruas da cidade cumprindo sua missão constitucional???????????
Certamente vão se aliar a um político de plantão e procurar um gabinete para trabalhar, onde encontrarão cafezinho, água gelada e polpudas gratificações incorporáveis ao seu mísero soldo.
Portanto; Muito cuidado nessa hora! É preciso calma, serenidade, pois aquele "infeliz Sargento" é acima de tudo um agente da lei e da Segurança Publica. Que reconhecidamente errou e que na medida correta deve ser responsabilizado.
Vamos agora esperar que a Corregedoria, com toda calma e sensibilidade se manifeste.
Enquanto isso é urgente que toda a tropa passe por uma Escola de Reciclagem, coisa que o finado Cel Paulo Cesar Alves dos Santos criou quando era Comandante do CFAP, e eu tive a honra de poder prosseguir nessa meritória missão de instruir 95% de todo o contingente de toda a PMDF.

Saudações Fraternais do Colega e amigo Marco Ruivo:.

fonte: emails da RD.

COMENTO
Conversando com um amigo sobre a posição do Governador alertei que nenhum político irá , numa situação polêmica como essa, se manifestar contrário à opinião pública. O político sempre irá mensurar os ganhos e perdas. No caso em tela é preferível agradar 13 mil policiais e bombeiros ou um milhão e meio de eleitores?Foi assim no governo Roriz, Arruda e está sendo agora. Há ainda um fator para a postura do chefe do executivo, temos governador com altas taxas de rejeição  que precisa de toda forma do apoio popular para uma possível reeleição. 
Cabe ao policial ponderar suas ações para não se tornar alvo de situações embaraçosas e doloridas como a que o colega está passando. 
Por Roner Gama


CAMPANHA DE AJUDA AO POLICIAL MILITAR DE BRAZLÂNDIA:
Prezados colegas,

Hoje falei com o colega envolvido na ocorrência fatídica do dia 04/04. Seu estado emocional, como não poderia deixar de ser diferente, está abaladíssimo e coloquei ao mesmo a solidariedade dos integrantes da corporação com sua causa.

O mesmo solicitou que fosse divulgado aos companheiros que ele já procurou um advogado e que a causa criminal ficou em 50 mil reais. Para isso foi aberta uma CONTA POUPANÇA no BRB para que aqueles que puderem contribuir auxiliando-o que o façam.

Segue abaixo os dados da conta:


AGÊNCIA: 203

CONTA POUPANÇA: 009.768-8- BRB

NOME: ELIANO


Há também uma moto sendo rifada pela CABE, quem quiser adquirir a rifa basta se deslocar até a CABE no Setor Policial Sul, frente à Policlinica.


EM DEFESA DAS COLIGAÇÕES.


EM DEFESA DAS COLIGAÇÕES 


Por Aldo Rebelo

"A coligação por sua vez favorece as alianças que tecem a democracia. Proibi-la é sufocar a política".


"A chamada “reforma política” mais uma vez entra em debate na Câmara dos Deputados com uma deformação impenitente: acolhe a falácia que temos partidos demais e urge acabar com os pequenos para agigantar os grandes. Se é tema controverso, em contrapartida há consenso para a instituição do financiamento público das campanhas, prevenindo-se a influência do poder econômico.

Com 140 milhões de eleitores, o Brasil tem 29 partidos registrados. Outro grande país presidencialista, os Estados Unidos, tem aproximadamente 200 milhões de eleitores e 75 partidos e admite inscrições avulsas, a ponto de 143 candidatos terem disputado as últimas eleições presidenciais. No parlamentarismo, a Alemanha conta 62 milhões de eleitores e 50 partidos, enquanto em Israel cinco milhões de eleitores votam em 34 agremiações.


No Brasil, existe uma cláusula de barreira pouco mencionada:para eleger um deputado federal, o partido tem de atingir o quociente eleitoral, que é o número de votos válidos divididos pelo de cadeiras. Em São Paulo, na eleição de 2010, o quociente foi de 304,5 mil votos. A regra induz os pequenos partidos a se coligarem, entre si ou com um grande, para eleger um e outro parlamentar. Se um candidato da coligação ultrapassa o quociente, o que é raríssimo, os votos a mais são repassados para os que vêm abaixo.
O sistema eleitoral também dá ao eleitor a opção da escolha nominal ou partidária. Ele pode votar apenas no partido, ou sufragar um candidato. Se, no caso paulista, 304,5 mil eleitores tivessem votado em determinada legenda e um candidato daquela legenda recebido apenas um voto, este seria eleito. Ou seja, a legislação em vigor já embute o voto de lista e fortalece os partidos. A coligação, por sua vez, favorece as alianças que tecem a democracia. Proibi-la é sufocar a política."

FONTE: escrito por Aldo Rebelo, ministro do esporte e deputado federal licenciado pelo PCdoB. Artigo público no jornal "Diário de S. Paulo" e transcrito no portal "Vermelho" (http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=209613&id_secao=1[Imagem do Google adicionada por este blog ‘democracia&política’].
Democracia e Política.


domingo, 7 de abril de 2013

VERDADES E MENTIRAS DA POLÍTICA NO DF.


Por Carlos Honorato (chonorato@globo.com)

1 – Uma pesquisa que está circulando entre alguns políticos mostra resultados interessantes nas inúmeras simulações. A simulação que tivemos acesso mostra o ex-governador José Roberto Arruda (sem partido) aparecendo com 28% numa possível corrida ao Palácio do Buriti. Em segundo lugar está o senador Rodrigo Rollemberg (PSB) com 26%.  A novidade é a distrital Eliana Pedrosa (PSD) aparecendo na terceira colocação com 19% de aprovação. Em quarto lugar aparece o governador e candidato à reeleição Agnelo Queiroz com 10%. Alguns governistas dizem que os números estão errados, mas não apresentaram números diferentes.
2 – Os ex-governadores Joaquim Roriz e José Roberto Arruda (ambos sem partido) tem hoje algo em torno de 57% das intenções de voto no Distrito Federal. É o que revela uma pesquisa feita por um dos partidos do DF.
3 – Já uma pesquisa de consumo interno do GDF revelou que a administração regional melhor avaliada pela população é a de Samambaia. 
4 – No outro extremo, na última posição, está a da Cidade Estrutural, administrada por Maria do Socorro Torquato Fagundes. Ela é uma indicação do PT.
5 – Aliás, muito bem indicada. Maria do Socorro é esposa do atual presidente regional do PT, deputado federal Roberto Policarpo.
6 – Ex-campeão nas avaliações, com média de 90% de aprovação popular, João Hermeto (PMDB), da Candangolândia, teria perdido cerca de 25% de sua aprovação.
7 – A ex-senadora Marina Silva promove hoje, a partir das 20 horas, no Restaurante Xique Xique, um jantar com filiados e simpatizantes da Rede, o seu partido. Devem aparecer por lá Joe Valle, Reguffe e outros parlamentares do DF.
8 – O jornalista e blogueiro Edson Sombra escreveu um artigo dando um verdadeiro “corretivo” no PM João Dias, que não se cansa de fazer denúncias.
9 – Um político peso pesado da cidade – prefere não revelar o nome – diz com todas as leras que se o vice-governador Tadeu Filippelli (PMDB) decidisse sair candidato ao GDF nas eleições de 2014 teria total apoio dos partidos chamados “de oposição”.

10 – O coronel Leão será candidato a deputado distrital pelo PR em 2014. Terá apoio do seu chefe Agnelo Queiroz.

11 – Para desespero do neófito em política Raimundo Ribeiro, o engenheiro Jaime Alarcão poderá ser aclamado como presidente do PSDB-DF. Caso tudo aconteça conforme o script, será uma vitória do atual presidente Márcio Machado.
12 – Marqueteiro do PT e da campanha de Dilma Rousseff ao Planalto, o publicitário João Santana poderá ser incorporado ao staff do governador Agnelo Queiroz. Ele faria a campanha à reeleição, mas já começaria a trabalhar agora dando uma nova diretriz na publicidade do GDF. As conversas estariam bem adiantadas.  
13 – Aniversariante do dia, Gim Argello (PTB), chamado pelos adversários de “o senador sem voto”, já estaria montando um competente staff para disputar o Buriti nas eleições de 2014. Há quem diga que ainda estaria fazendo pressões para ser o candidato ao Senado na chapa do governador Agnelo Queiroz, o que não está nada fácil.
14 – São cada vez mais fortes os boatos de que o deputado federal licenciado e secretário de Habitação, Geraldo Magela, será o candidato ao Senado na chapa de Agnelo. Fala-se até num suposto compromisso de dar-lhe a vaga.
 15 – Deputados distritais avaliam como muito grave a situação do deputado Raad Massouh (PSL), que pode ter seu mandato cassado por suposto envolvimento em irregularidades. A impressão é que sua única esperança será reverter a situação no Plenário. Na Corregedoria e no Conselho de Ética, ele já teria jogado a tolha.
16 – De tão firme na condução de uma oitiva com o secretário de Educação, Denilson Bento, a presidente da Comissão de Educação da Câmara Legislativa, Liliane Roriz (PSD), acabou merecendo um elogio da líder de Governo, Arlete Sampaio (PT). “A senhora tá que tá”, brincou a petista.
  17 – Alguns integrantes do movimento evangélico nacional têm procurado pessoas próximas ao governador Agnelo Queiroz (PT) para que ele tente segurar a “fúria” da deputada federal Érika Kokay (PT) na atuação do caso Marco Feliciano (PSC-SP). Para a frustração dos religiosos, a turma petista logo responde: “Melhor pedir algo mais fácil porque ela está soltinha, soltinha”.
18 – Aliás, os caciques do PSC podem não assumir, mas estão felizes da vida com a superexposição da polêmica envolvendo o pastor-deputado na presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados. Só não se sabe o que pensa o PSC local.
19 – O adiamento da escolha do novo conselheiro do Tribunal de Contas do DF reacendeu a esperança do vice-presidente da Câmara Legislativa, Agaciel Maia (PTC), para assumir de vez a presidência da Casa. É que a cadeira poderia ser ocupada pelo atual presidente da CLDF, Wasny de Roure (PT), que não vê a hora de pendurar as chuteiras da política local;
20 – Por sinal, Agaciel Maia não esconde a satisfação de ter presidido as sessões deliberativas da Casa enquanto o presidente Wasny de Roure fazia uma visita oficial à Suécia.
21 – Está na hora do GDF resolver de vez a situação das escadas rolantes da rodoviária do Plano Piloto. Funcionários dizem que todos os dias têm uma ou duas estragadas. Seria o caso de montar um plantão diário de manutenção no local.
22 – Outra providência urgente que o GDF precisa tomar é em relação às passagens subterrâneas da Asa Norte.
 23 – Depois de o governador Agnelo Queiroz ter fechado um acordo com os professores da rede pública, um governista disparou: “O acordo com os professores é o primeiro passo para a reeleição do governador”.
fonte: Estação da Notícia.


sexta-feira, 5 de abril de 2013

GRUPAMENTO TÁTICO DE OPERAÇÕES (GTOPs) de luto.



GTOPs de luto.

Queremos externar a população do Distrito Federal nossa dor diante do lamentável acontecido envolvendo uma guarnição do GTOP e a morte de um cidadão de bem. A filosofia do serviço operacional, mais notadamente os Grupos Táticos de Operação (GTOP), é estritamente técnica e tática, sempre adstrita ao que preconiza o que há de melhor na doutrina policial de segurança pública a fim de prestar um serviço de excelência à sociedade.

A necessidade da busca da especialização (não estilo tapa na cara), qualificação, treinamentos, estandes de tiro fariam muitos profissionais melhorarem seu desempenho nas ruas. E não basta colocar um alvo e mandar o policial atirar. É necessário treinamento de tiro, onde situações críticas são passadas ao combatente, para que seu psicológico esteja preparado para as ruas, não basta dar banho de mangueira e deixar o policial privado de comida gritando hinos e musiquinhas, já devíamos ter passado esse tempo. Milhões gastos em helicópteros e federações de tiro tem mais estrutura que a policia da Capital Federal.
Não há mais espaço para amadorismo, temos que ser policiais profissionais e não rambos armados até os dentes com recompensas ridículas por armas apreendidas. Temos família em casa e agir no impulso só nos deixa mais distantes delas.

Ser policial militar é isso, trabalhar eternamente no fio da navalha, um dia herói, em outro assassino frio, conforme a tendência da imprensa. Quem trabalha nas ruas sempre vai viver sobre essa linha, abuso de um lado e omissão do outro.
Por mais que sejamos policiais de segurança pública não podemos desconsiderar que a ação do policial foi no mínimo arriscada, pois acertar um disparo em um carro em movimento é algo que deixa muitas oportunidades de erro, e quando estamos na caça amigo, temos que ter em mente que é melhor o marginal escapar do que inocentes se ferirem.
A rotina do serviço dos policiais especialistas foca a segurança do cidadão, em primeiro lugar, e depois sua própria segurança. Não é, e nunca foi, recorrente nas ações do policiamento ostensivo tático o uso de força desnecessária, violência ou atos desmedidos que coloquem em risco a segurança de terceiros ou a do próprio policial. Por isso entendemos que o ocorrido na abordagem que culminou na morte do SRº José Chaves Alves Pereira foi um fato isolado, e trágico, decorrente de falhas nos procedimentos adotados por estas equipes altamente qualificadas.
Cabe à justiça os devidos procedimentos apuratórios e julgamento desse evento, ela possui legitimidade para isso. Repudiamos a espetáculo midiático com pretensões de alavancar audiência com a tragédia ocorrida tanto na vida do jovem que veio a falecer quanto na do policial militar, um cidadão e pai de família.
Nós, policiais militares especialistas, GTOPs, ROTAM e Táticos em geral estamos de luto.


Rede Democrática
Caserna PAPA MIKE
GTOPs/ROTAM.


OPINIÃO DO LEITOR 

SGT BPCHOQUE disse...
CARAMBA, COMO O PM É BURRO.
Essa "divisão" que existe na PMDF é estritamente funcional. Em qualquer orgão da administração pública há seções, diretorias, etc. Até na polícia do senado e câmara há especialistas. Gtops, Rotam, Bobe, são a mesma corporação, com a diferença que são especialistas. Só isso. Será que é tão difícil de ter essa percepção? Valha-me Cristo, como é que conseguem ter uma visão tão estreita. Na PF, PCDF E PRF há também aqueles policiais que desenvolvem ações específicas, técnicas , ou seja, uma divisão estritamente funcional, com o objetivo de tornar eficazes ações específicas que atingem problemas específicos. No mais desejo que o companheiro do GTop consiga se sair dessa, que Deus possa levar a paz ao seu lar.

fonte: comentários da RD.


Twitter Delicious Facebook Digg Favorites More